Arquivo da tag animal silvestre

Encontrei um animal silvestre, o que faço? 3 Dicas Para Evitar Problemas

E agora que eu saí no quintal da minha casa e encontrei um animal silvestre, o que eu faço? Siga atentamente as instruções abaixo para evitar problemas futuros.

1. Chame a polícia florestal ou corpo de bombeiro para fazer o manejo dele. Esses profissionais recebem cursos de treinamento para lidar com as espécies de animais silvestres que podem oferecer riscos aos seres humanos.

2. Caso o órgão não seja próximo, devemos ter muito cuidado ao tentar manejar a situação, lembre-se de que o animal silvestre tem os reflexos e a força muito maiores do que parecem exibir por seu tamanho. Uma pessoa que não está acostumada a lidar com eles pode se machucar.

3. Assim que você consiguir fazer a contenção e colocá-lo de forma segura em uma caixa de transporte, leve o animal em questão para um veterinário especialista e peça que ele encaminhe o animal ao IBAMA (Instituto Brasileiro do Meio Ambiente) ou CRAS (Centro de Recuperação de Animais Silvestres).

encontrei um animal silvestre, o que faço? três dicas para evitar problemas

encontrei um animal silvestre, o que faço? três dicas para evitar problemas

Animais silvestres são difíceis de serem mantidos em casa e nunca devem ser retirados da natureza, isso é crime inafiançável. Caso você queira um animal diferente de estimação, procure um criatório comercial registrado no IBAMA, vá até o local, confira a forma que os reprodutores e os filhotes são mantidos. Caso tudo esteja em ordem e o bem-estar animal seja um assunto de preocupação com o proprietário do criatório, faça a aquisição do seu animal de forma legal.

lembre-se de que o animal silvestre que veio em situação selvagem para o seu contato pode ser portador de zoonoses (doenças que podem passar dos animais para os seres humanos) e o contato sem cuidados podem acarretar no adoecimento dos seus familiares.

Esse vídeo não é sobre todos os animais silvestres, mas é sobre os Teiús e no final existe a mesma mensagem desse post.

Crianças, Animais e Educação Ambiental na Festa Infantil da Nina

Trabalhar com eventos me da a oportunidade de interagir com todo tipo de pais, mães e responsáveis das crianças. São muitas experiências que eu passo durante a pré-venda, venda e pós venda dos nossos serviços. Algumas bem assustadoras com pessoas que não entendem nosso objetivo de trabalhar com nossos animais única e exclusivamente com o intuito de praticar a educação ambiental em eventos mas existem outras experiências fantásticas como eu tive com a família da Nina.

A Larissa, mãe dedicada, me ligou para conversar a respeito das nossas apresentações e estava preocupada com o bem-estar da nossa equipe animal desde o “alo” que trocamos no telefone. Contou a história da Nina, como ela era apaixonada por animais e como estava se encantando por insetos, e o que me deixou mais feliz foi saber que nosso site era fonte de inspiração para a aniversariante! “Yuri, a faixa etária das crianças é de 10 anos e a Nina quer que a apresentação seja educacional, não queremos um show!” disse ela ao telefone preocupada com os animais o tempo todo. Praticamente pulei de alegria ao ver que estava lidando com gente do bem e que entendeu nossa proposta educacional.

Pouco conseguimos conversar durante a semana pois tivemos um acidente na frente do nosso sítio e ficamos sem internet, energia elétrica e telefone durante 7 dias. Mas mesmo de última hora conseguimos acertar todos os detalhes para que a apresentação fosse inesquecível para os convidados da família naquele dia 03/12/2013.

Mais uma vez fizemos a festa na casa de festas Na Moitta, lugar que eu sou apaixonado, com aquela proposta construtivista, buffet próprio e com opções para nós que somos vegetarianos… Tudo pronto e estávamos em cena… Por quarenta e cinco minutos as crianças e os adultos ficaram sentados bem na nossa frente, interagiram comigo dando as respostas que eu pedia, praticando os exercícios de empatia que eu propunha… Platéia linda e agradável, indescritível a sensação de trabalhar com gente tão boa!

Depois da apresentação fizemos uma hora de fotos com os convidados, as araras super tranquilas e participando daquele momento acabaram conquistando alguns corações lá… Até proposta de levarem o Rui pra casa eu tive… massssssss, família a gente não se separa e ele voltou comigo pra BEAnimal pra continuar o trabalho de sensibilização das pessoas quanto a causa do bem-estar dos animais mantidos com famílias humanas.

Aqui estão as fotografias dos convidados e da família linda que estivemos juntos nesse dia 03 de novembro.

DSC_3704

DSC_3706-3

DSC_3709

DSC_3711-4

DSC_3712

DSC_3714-4

DSC_3716-3

DSC_3719

DSC_3720

DSC_3723-3

 DSC_3703

DSC_3732-3

DSC_3692-3

DSC_3757-4

DSC_3758-3

DSC_3760-3

DSC_3761-3

DSC_3765-3

DSC_3670-4

DSC_3671-4

DSC_3672-4

DSC_3673-4

DSC_3676-4

DSC_3678-2

DSC_3680-2

DSC_3683-2

DSC_3684-4

DSC_3686-4

DSC_3689-4

DSC_3690-4

DSC_3695-4

DSC_3701-4

DSC_3702

DSC_3730-4

DSC_3733-4

DSC_3735

DSC_3736-3

DSC_3738-4

DSC_3740-3

DSC_3743-3

DSC_3746-3

DSC_3748-3

DSC_3751-3

DSC_3752-4

DSC_3753-3

Nivea Stelmann, Mario Frias, Ju Camatti Frias, Miguel e Laurinha: Família Querida Com Nossos Animais

Em 2010, mais precisamente dia 14 de setembro, conheci uma família muito especial. A Nívea, o Mário, a Ju e o Miguel. O garoto ainda tinha 6 anos e já era um exemplo de educação conosco e o carinho que ele teve com nossos animais foi impagável. Durante esses três anos trocamos alguns tweets, curtidas de fotos no instagram principalmente da Laurinha agarrando os bichos, ficamos indignados com animais abandonados pelo facebook e mantivemos um contato virtual bastante direcionado para o carinho que todos nós temos pelos animais. (Nívea Stelmann, Mario Frias, Ju Camatti Frias, Miguel e Laurinha Família Querida Com Nossos Animais)

No dia 11 de setembro desse ano, 2013 nós nos reencontramos todos para fazer uma surpresa para o Miguel. Nossa nova apresentação didática com nossos animais no aniversário dele! Em um encontro de última hora quando fui dar os parabéns pela gravidez anunciada da Nívea, decidimos que nos reencontraríamos no aniversário do Miguel! Em menos de uma semana ajeitamos tudo sem ele saber da surpresa que seriam os animais na festa dele.

Nos encontramos na casa de festas “Galaxia Kids”, aqui no Recreio dos Bandeirantes, Rj, combinamos quem ia fazer as participações na nossa apresentação, e quando encontrei o Miguel o olho dele brilhou e: “Tio, vai ter bichos no meu aniversário?”,  “Vai sim Miguel, você não lembra de mim, mas nos encontramos faz algum tempo no seu aniversário, tivemos alguns animais bem diferentes aqui”, “Tio, como eu não lembro de você? Tá maluco? Eu te dei um trabalhão, agarrei a jibóia e fiquei correndo pelo salão a festa inteira” … Eu realmente fico impressionado com a memória dessas crianças.

Enquanto fazíamos a apresentação o Miguel me ajudou a mostrar os animais para os amiguinhos e ficou o tempo todo me auxiliando manter as crianças calmas. Enquanto ele não estava comigo passou a apresentação cuidando da irmã mais nova, a Laurinha… e quando eu achava que esse garoto não me surpreenderia mais, no final da apresentação ele chegou do meu lado e falou baixinho: “Tio, eu sei que todo mundo não pode mexer nos animais, mas tá vendo aquele meu amigo cadeirante? Será que você podia levar a galinha pra ele colocar no colo?” … Lágrima no olho, nó na garganta… De onde veio tanta sensibilidade? Alguém me explica? Combinamos de levar os animais pro amigo dele conhecer, mas infelizmente o garoto foi embora antes.

Cheio de surpresas o Miguel ainda pegou o microfone e cantou bastante seguro pros convidados… Filho de artistas… artista já é…

Essa foi um pouco da história do aniversário do Miguel, filho educadíssimo e querido da Nívea Stelmann e do Mario Frias, enteado da Ju Frias e irmão da Laurinha 🙂  família mais que querida e linda que eu tive a felicidade de compartilhar dois momentos tão especiais.

Ah, quase esqueci! Como nós estamos mudando toda nossa estrutura de apresentação, pedi para a Dani Prates do Fazendo Poste – Fotografia Infantil fazer o nosso portifólio do novo palco e algumas fotos minhas para material de divulgação. Aí ela me surpreende com esses clicks maravilhosos da família…

Como Ensinar o Papagaio a Falar /How to Teach Your Parrot to Talk

Ensinar o seu papagaio ou arara a falar sob comando é relativamente fácil, desde que a ave tenda a fazer esse comportamento. Existem alguns papagaios que nunca falarão em suas vidas, ou ainda existem outroque que somente assobiarão (Leia mais aqui). De qualquer forma você sempre pode tentar reforçar o comportamento de vocalização no seu papagaio, periquito, arara, calopsita ou qualquer outra ave que vocalize imitando nossa voz.

Se você repetir uma palavra muitas vezes e tentar conectar as palavras com ações e outros eventos que estejam acontecendo enquanto está falando a mesma palavra, eles entenderão até o significado dela. Por exemplo, se você disser “tchau” toda vez que deixar a sala, a ave certamente entenderá: “Papai está indo embora, ficarei sozinho”. Se você disser “oi” toda vez que chegar na sala, então ele entenderá que essa palavra significa que vocês vão se encontrar novamente. Depois de um tempo sua ave começará a falar as mesmas palavras que você repete ao sair ou chegar na sala. Aves são animais bem inteligentes, é só uma questão de investimento em tempo e ensinamentos para eles, claro, com a rotina de reforços correta.

O treino ou adestramento de animais deve sempre ser supervisionado por um profissional da área. Lembrem-se de que todo processo deve ser feito com reforço positivo! Treinar sua ave é fácil, nós podemos te ensinar. Entre em contato conosco, agende uma aula.

ENGLISH VERSION FOR ENGLISH SPEAKERS
Teaching your parrot or macaw to talk under stimulus control is quite easy, as long as the bird tends to do that. There are some parrots they will never talk in their lives, or either, there are others they will only whistle (Read more here). Anyway, you can always try to reinforce the talking behavior with your parrot, parrequet, macaw, cockatiel and other talking birds.

If you repeat a word many times and try to connect the words with actions and other events happening while you are speaking the same word they will even understand what these words mean. As an exemple, if you say “Bye” to your bird everytime you leave the room, it will surelly understand: “dad is leaving, I´m going to be alone”. If you say “Hi” when you come into the room, then he understands this words means you are going to meet again. And after a while they will start saying the same words when you leave or come into the room. Birds are quite smart, it is just a matter of investment in time and teaching them with right reinforcement schedule.

Watch the video of our parrots Katita and Nika Learning how to talk, it is portuguese, they talk “Daddy” when I say Where is daddy (in portuguese) And they whistle “fiu fiu” when I say the word BEAUTIFUL in portuguese, so i made a joke: Where is daddy (she says daddy) and is daddy beautiful (she whistles).

If you are doing it and no matter how hard you try no positive results are acchieved, CONTACT US ONLINE, Book a class and let us show you how we do it here.

Veja o vídeo das nossas papagaias Katita e Nika aprendendo a falar:

Veterinário de Animais Silvestres/ Wild Animal Vet

Uma profissão que muitos almejam e poucos conseguem se manter nela: Veterinário de animais silvestres. Considerando a pequena quantidade de zoológicos que existem no mundo e a grande demanda de veterinários que se formam com esse sonho fica claro que o veterinário tem que lutar muito para conseguir o seu lugar. O que o estudante pode ter em mente é que além dos zoológicos eles também podem galgar o seu lugar no mercado de trabalho por outros lados. A experiência com animais silvestres pode ser usada para o tratamento de bichos de estimação diferentes. Hoje a demanda de animais silvestres como bichos de estimação cresce com a legalização de criatórios comerciais regularizados pelo IBAMA. As pessoas tendem a procurar cada vez mais especialistas em animais diferentes. Um bom veterinário atento às necessidades dos animais silvestres tidos como pet qualifica um novo mercado que se abre no Brasil. Outra vertente desse mercado, tão importante quanto os que citei acima, é o veterinário estudioso, o que se enfia numa universidade e vai dar aulas para qualificar outros veterinários e fazer pesquisas para melhorar o atendimento destinado aos animais silvestres. Garanta o bem-estar do seu animal escolhendo bem o seu veterinário. (wild animal vet)

Fique atento aos cursos de pós-graduação que qualificam profissionais, mas também lembrem-se que nada substitui prática de campo. Para isso você pode procurar os zoológicos, as clínicas conceituadas em atendimento aos animais silvestres e também ir nas universidades que dedicam espaço aos veterinários que tratam desses animais incríveis.

Lembre-se de que o veterinário pode não ser a pessoa mais querida dos animais que cuida, por essa razão passar tempo de qualidade com os seus clientes quando possível é uma forma amenizar essa antipatia causada por eventuais agarramentos e contenções.

Contar com um especialista em comportamento para auxiliar o tratamento de animais maiores também é uma solução viável. Nós da BEAnimal podemos treinar comportamentos com os nossos animais que facilitam a aproximação do veterinário. São chamados comportamentos veterinários voluntários.

O treino ou adestramento de animais deve sempre ser supervisionado por um profissional da área. Lembrem-se de que todo processo deve ser feito com reforço positivo! Treinar sua ave é fácil, nós podemos te ensinar. Entre em contato conosco, agende uma aula.

ENGLISH VERSION FOR ENGLISH SPEAKERS

So you wanna be a wild animal vet. This is a profession many desire, few can stay on it. Considering the small amount of zoos we have in the world and so many people wishing to be there as a vet is understandable this situation. Students need to understand they can act in other places than zoos. Today we have many people owing a wild animal as pet, and necessarily they will need a vet. The student can get the knowledge in internships in zoos, clinics dedicated to wild animal care and also with other kind of vet, the college teacher. Yes, they are devoted to teach and research better methods to treat wild animals. Make sure you are keeping your animal´s welfare with a good professional.

Remember that wild animal vet may not be the dearest person to an animal cause of husbandry procedures. So spending time with your clients when there is available time to do that is really important. Quality time with the animals can help them to be afraid of you for the rest of their lives and keep friendly with you.

Having a specialist in wild animal behavior is very helpful to. Here at BEAnimal we can train the animals to assist their own treatments with voluntarily vet behaviors trained. These behaviors will help the vet approach.

Training an animal should be followed by a professional, always use positive reinforcement ! Tranining your bird is easy, we can teach you. Get in touch with us, make an appointment for a class.

The vets we trust / os Veterinários que confiamos:

Rio de Janeiro
Dra. Eliane Jessula
Dr. Jeferson Pires
Dr. Ricardo Romero
Dr. Renan Cevarolli
Dr. Christiana Rieken

São Paulo
Dra. Alice Völker

Santos
Dra. Rosana Rodrigues

Algarve PORTUGAL

Dra. Daina Cardoso

Gavião Isabel Aprende Trazer Objetos/ Hawk Learns How to Bring Different Objects

A Isabel além de ser extremamente carinhosa e me procurar por todos os lados quando fica solta dentro de casa para me provocar, puxar meu cabelo ou só compartilhar o cômodo comigo enquanto estou escrevendo ou me observando enquanto tiro um cochilo também tem se mostrado uma aluna e tanto. Hoje gravamos uma das nossas sessões de treino para mostrar como ela está desenvolvendo suas habilidades de voo, trazer objetos e generalização de comando, espaço e objetos.

Parece que ela tem se saído bem nas nossas aulas. Temos treinado na praia, na rua, em vários locais diferentes, isso se chama generalização de espaço. Lembre-se de que se você quer o seu animal super preparado para fazer o que vocês treinam em qualquer lugar que estiverem vocês devem se preocupar com treinar em muitos lugares diferentes (Hawk learns to bring different objects).

O treino ou adestramento de animais deve sempre ser supervisionado por um profissional da área. Lembrem-se de que todo processo deve ser feito com reforço positivo! Treinar sua ave é fácil, nós podemos te ensinar. Entre em contato conosco, agende uma aula.

ENGLISH VERSION FOR ENGLISH SPEAKERS

Isabel, more than quite affective with me, looking for me all over the house to be petted, or to tease me, pull my hair or just share the room while I am writing or just whatch me while I´m taking a nap, she is also very smart and a wonderful pupil. Today we reordered one of our training sessions to show you guys how well she is developing her flight skills and learning to catch different objects generalizing cues and training space.

It seems she is doing really well at our classes. We´ve been training on the beach, on the street, several different places, that is called space generalization. Remember to generalize everything if you want your animal performing your trained behaviors everywhere.

ENGLISH VIDEO

Training an animal should be followed by a professional, always use positive reinforcement ! Tranining your bird is easy, we can teach you. Get in touch with us, make an appointment for a class.

 

  • RSS
  • Newsletter
  • Twitter
  • Facebook
  • Flickr
  • YouTube