Category ArchiveCães

O Que Fazer Quando Achar Um Animal Perdido? / What should I do if I find a lost animal?

O Que Fazer Quando Achar Um Animal Perdido?A resposta é simples: Caso o animal tenha anilha no pé você deve procurar o IBAMA, Polícia Florestal, INEA, Bombeiros ou se você conseguir ler a inscrição da anilha pode tentar achar no site do IBAMA o nome do criatório que o bicho nasceu. Nesse criatório tem o registro do comprador do animal, endereço e contato. Caso o animal não tenha anilha, pode ser que ele tenha um microchip que só pode ser lido com um aparelho especial que esses órgãos que citei acima tem. Nesse microchip também pode-se encontrar informações sobre os animais, proprietários e outras informações sobre a saúde do animal encontrado. What should I do if I find a lost animal?

Quem acha um animal perdido deve sempre pensar que a família que está sem ele provavelmente está sofrendo. Hoje em dia o animal faz parte do convívio famíliar e é considerado um membro ativo desse núcleo. O animal perdido também está sofrendo na situação que é encontrado. Normalmente ele não fugiu, ele só ficou assustado com barulho ou algum outro evento, bateu asas e voou, ou saiu correndo com medo de fogos de artifícios e não sabem voltar para casa.

Coloque no Rádio que achou o cão, gato, ou calopsita. Os proprietários ficam atentos aos rádios quando acontece esse tipo de desastre familiar.

Procure as clínicas veterinárias próximas à sua casa, mas lembre-se, cães e aves podem percorrer quilômetros quando estão assustados. Eventualmente esse animal que está perto de onde você mora não é seu vizinho.

Lembre-se de que garantir o Bem-estar animal também é mantê-lo longe de MEDO e estar afastado da família que ele faz parte é uma forma de ele estar manifestando esse sentimento desagradável.

Bubu is missing / A Bubu Está perdida

Bubu is missing / A Bubu Está perdida

 

Displasia e Natação / Dysplasia and Swimming

A displasia coxo-femoral é um mal que atinge muitos cães. Normalmente os de raça maiores e com histórico familiar. Esportes como corrida e longas caminhadas não são indicados, mas natação é uma forma de conseguir manter seu cão exercitado e garantir seu bem-estar animal. Manter o peso deles controlado também é muito importante pois isso evita a sobrecarga na articulação prejudicada. (Dysplasia and Swimming)

A displasia coxo-femoral pode se apresentar em qualquer idade do animal, mas também pode se desenvolver com o tempo. esse problema é um desgaste da articulação do osso do fêmur que pode chegar a perder o encaixe no acetábulo. Indícios de que o animal pode apresentar esse problema são:

animal que era muito ativo passa mais tempo deitado
o proprietário percebe que para levantar o cão usa muita força nas patas da frente e defende as traseiras
olhando por trás o cachorro correndo ou andando podemos perceber suas pernas cruzando ao darem as passadas
em casos mais avançados o animal pode sentir dor ao toque na região da cintura pélvica em que o fêmur se encaixa.

Caso seu cão seja diagnosticado com esse problema é importante saber que existem alternativas para melhorar a qualidade de vida dele. Consulte um veterinário especializado e aprofunde seus conhecimentos, mas saiba que:

manter o peso do seu amigo baixo ajuda a não forçar a articulação
acupuntura pode ajudar muito diminuir o desgaste
existem cirurgias reparadoras para alguns casos
natação ajuda a fortalecer a musculatura e ligamentos

E lembre-se que você deve evitar corridas e esportes com saltos para evitar o impacto sobre a articulação.

A displasia coxo-femoral em casos avançados pode causar o impossibilitamento do animal mexer os membros posteriores. Esse é um momento muito delicado na família. Muitas pessoas optam pela eutanásia do cão, mas hoje existem alternativas desde que a dor seja controlada e não comprometa o bem-estar animal do seu cão. É importante lembrar que o cão pode estar com as pernas paralisadas, mas sua mente funciona perfeitamente. Ele continua sendo o mesmo cão amável que ama a família inconcionamente, a única diferença é que ele tem uma necessidade especial que deve ser respeitada.

Caso seu cão comece a parar de mexer os membros posteriores por conta da displasia ou de qualquer outro fator você pode optar por cadeiras de roda especiais para cães. Ele vai conseguir se adaptar bem e continuar sendo o mesmo amigo feliz e oferecer carinho à familia humana.

O abandono do animal é uma opção condenável, lembre-se de que seu amigo tem sentimentos e considera a família humana como parte de sua matilha. Cuidar dele é obrigação da família.

Raças com maior probabilidade de desenvolverem displasia coxo-femoral:

labradores
golden retrivers
rottweilers
pastores alemães/belga
Dog alemão

Acuputuristas que indicamos:
Niterói: Dr. Marcello Martinho
Rj: Dra. Luciana Robalinho

Displasia e natação / Dysplasia and swimming

A prática da natação fortalece a musculatura e tendões da articulação / Swimming makes the muscles, ligaments and joints stronger

ENGLISH VERSION FOR ENGLISH SPEAKERS

The coxofemoral dysplasia is a condition that affects many dogs. Usually the biggest race and family history. Sports such as jogging and long walks are not indicated, but swimming is a way to be able to keep your dog exercised and ensure their welfare. Maintain their weight controlled is also very important because it avoids overloading the joint affected.

The coxofemoral dysplasia can present at any age of the animal, but can also develop over time. this problem is wear of the articulation of the femur bone that can get lost in the acetabular socket. Evidence that the animal may exhibit this problem are:

animal that was very active spends more time lying
the owner realizes that the dog uses to raise a lot of strength in the front legs and the rear supports
looking behind the dog running or walking can realize crossing your legs to give the past
in more advanced cases the animal can feel pain to the touch in the region of the pelvis where the femur fits.

If your dog is diagnosed with this problem is important to know that there are alternatives to improve the quality of his life. Consult a veterinarian specialized and deepen their knowledge, but be aware that:

keep the weight down helps his friend not to force the joint
Acupuncture can help greatly reduce the wear
There are some cases to repair surgeries
Swimming helps strengthen the muscles and ligaments

And remember that you should avoid sports and racing with jumps to avoid the impact on the joint.

Dysplasia coxofemoral in advanced cases can cause the animal to move impossibilitamento hindlimbs. This is a very delicate moment in the family. Many people opt for euthanasia of the dog, but today there are alternatives since the pain is controlled and does not compromise the welfare of your dog. It is important to remember that the dog can be with legs paralyzed but her mind works perfectly. He’s still the same lovable dog that loves family inconcionamente, the only difference is that it has a special need that should be respected.

If your dog begins to stop moving his limbs because of dysplasia or any other factor you can opt for special wheelchairs for dogs. He will be able to adapt well and continue being the same friend happy and give affection to the human family.

Abandoning animals is an option reprehensible, remember that your friend has feelings and believes the human family as part of their pack. Taking care of him is the family obligation.

O treino ou adestramento de animais deve sempre ser supervisionado por um profissional da área. Lembrem-se de que todo processo deve ser feito com reforço positivo! Treinar sua ave é fácil, nós podemos te ensinar. Entre em contato conosco, agende uma aula.

Brinquedos e Segurança / Toys and Safety

Nada como passar um natal com crianças para repensar a relação entre brinquedos, crianças, animais e SEGURANÇA. Meu afilhado recebeu de presente do pai um carrinho que desmontou em cinco minutos e se transformou em uma ameaça à saúde da criança, paz e bem-estar da família. A rodinha poderia ter sido engolida, aspirada ou qualquer outro desastre semelhante, a haste que faz o eixo que essa roda saiu eventualmente poderia furar um olho ou causar qualquer dano na criança, ou adulto que pisasse em cima do brinquedo. (toys and safety)

Com animais é exatamente igual. O bem-estar animal deve ser garantido mantendo eles longe de dor, inclusive as causadas pelos brinquedos mal adaptados aos animais.

Já tive a experiência (horrível diga-se de passagem) de ter que ajudar um veterinário amigo a tirar um Guizo que ficou preso no bico de um papagaio. Outra amiga minha veterinária chegou em casa e a pirrura dela estava pendurada pela língua também em um guizo, já tive o desprazer de ter que retirar linhas que estavam gangrenando os dedos de um outro papagaio de um aluno…Esses dias uma outra amiga veterinária teve o desprazer de constatar através de exames de imagem que um golden retrivier de uma cliente estava comendo as tampas de garrafas pet dadas para brincadeiras e quase morreu por isso. Temos que pensar em Segurança quando oferecemos brinquedos aos nossos filhos e aos nossos animais.

GUIZO / FISHING RATTLER

Já tive a experiência (horrível diga-se de passagem) de ter que ajudar um veterinário amigo a tirar um Guizo que ficou preso no bico de um papagaio. /I’ve had the experience (horrible by the way) of helping a veterinarian friend to take a fishing rattle that got stuck in the beak of a parrot.

Todos esses maus momentos acontecem por um motivo: Desatenção dos tutores. Sejam tutores de crianças ou de animais.

Alguns dos males não acontece na hora e eventualmente não associamos aos verdadeiros vilões da história. Por exemplo brinquedos coloridos por tintas cancerígenas ou mesmo anilinas que podem deixar os animais doentes. Temos que entender que nem tudo que é saudável para o ser humano é saudável para os animais, principalmente aves.

Como solucionar esse problema? Confie numa marca só. Evite misturar marcas das coisas. A medida que você passa a confiar em uma única marca você está protegido pelo seu bom senso, ou do veterinário que indicou a marca.

Pense sempre que brinquedos seguros foram feitos pensado para o animal em questão ou criança. Ele deve ser testado e vir garantido por especialistas na área.

Dicas do que evitar:

  • Arames finos
  • guizos
  • couro
  • madeira pintada
  • fechos que sejam frágeis para o animal/criança que temos em casa
  • estruturas metálicas (sinos, fechos, correntes, etc) que são cobertas com níquel-cromo e podem descascar e intoxicar seu animal/criança
  • estruturas metálicas de alumínio, cobre ou outros metais perigosos caso sejam ingeridos.

Cuidado!!!! A vida do seu animal ou da sua criança pode estar em perigo, pense SEGURANÇA ao oferecer brinquedos para eles.

 

ENGLISH VERSION FOR ENGLISH SPEAKERS

Nothing like spending Christmas day with children to rethink the relation between toys, children, pets and SAFETY. My godson received gift from his father: a car that was thorn apart in five minutes and had become a threat to children’s health, peace and well-being of the family. The wheel could have been swallowed, inhalleted or any other similar disaster could have happened, the stem axis that holds this wheel could possibly stick out in the eye or cause any other damage to the child or adult who stepped up the toy.

With animals is exactly the same. The animal welfare should be guaranteed by keeping them away from pain, including those caused by non adapted toys for animals.

I’ve had the experience (horrible by the way) of helping a veterinarian friend to take a fishing rattle that got stuck in the beak of a parrot. Another veterinary, friend of mine, came home and her pirrura´s tongue was trapped on the fishing rattle ant it was hanging there for hours almost dead. I’ve had the displeasure of having to draw lines that were tying up its fingers of another student´s parrot… Around these days another veterinary, friend of mine had the displeasure to see through images examinations that a golden retriever from a customer was eating the pet bottle caps, it was given as toys and the dog almost died because of it. We have to think about security we offer toys to our children and our pets.

All these bad times happen for only one reason: Inattention tutors. Be carefull with our children or animals, please.

Some of these bad things doesn´t happen on time and possibly we do not associate them with the real villains of the story. For example colorful toys for cancer or even anilines that can make animals sick. We must understand that not everything that is healthy for humans is healthy for animals, especially birds.

How to solve this problem? Trust in a brand only. Avoid mixing brands of things. As you begin to trust one brand you are protected either by your good sense, or the veterinarian´s who had indicated the brand.

Think always that safe toys were made for the individual animal or child. It must be tested and come guaranteed by experts.

Tips to avoid:

  • Thin wires
  • Fishing rattles
  • leather
  • painted wood
  • fasteners that are fragile to the animal / child have at home
  • metal structures (bells, locks, chains, etc.) that are coated with nickel-chromium and can peel and intoxicate your pet / child
  • metallic structures of aluminum, copper or other metals are dangerous if ingested.


Beware!! The life of your pet or your child may be in danger, think SAFETY by providing toys for them.

O treino ou adestramento de animais deve sempre ser supervisionado por um profissional da área. Lembrem-se de que todo processo deve ser feito com reforço positivo! Treinar sua ave é fácil, nós podemos te ensinar. Entre em contato conosco, agende uma aula.

Liderança e Convivência com Animais / Leadership and Animals

Toda sociedade, animal ou humana, tem como uma das bases de sua estrutura o paradigma da liderança. Tema atual entre presidentes de grandes empresas, aspirantes aos grandes cargos, sites e também nas revistas semanais.

Aparentemente esse assunto, a liderança, veio mudar a forma do ser humano ver o mundo e sua atuação sobre ele.

Imagino que a maioria das pessoas que está lendo isso em um site direcionado ao “bom convívio entre humanos e animais” deva estar se perguntando: “O que liderança tem a ver com bicho?”.

A resposta temo ser tão simples que pareça loucura. Mesmo assim vou expressar minha opinião.

Todos os animais que vivem em grupos, sociedades, bandos ou família exercitam diariamente a liderança e a submissão. Algumas espécies a liderança é dada por fatores genético-hormonais, como é o caso das formigas, abelhas e alguns roedores e primatas. Existem as espécies de animais que conquistam a liderança por comportamentos agressivos entre brigas que chegam a levar o oponente à morte, como podemos conferir entre algumas espécies de focas. Outras espécies conquistam isso com o conhecimento, atenção pelo subalterno e provendo segurança, como é o caso dos seres humanos (ou deveria ser).

Notei em minhas observações dos grandes líderes animais que existem alguns comportamentos que se repetem na maioria das que eu tive oportunidade de conviver. Os líderes são em via de regra, os maiores e os mais dotados de força física. Usam um tanto quanto de comportamentos agressivos para definir a liderança. Mas após o cargo ser conquistado eles são justos, cuidam dos seus companheiros menos dotados de força física, alguns brincam com os filhotes do bando, ensinando-os serem futuros bons líderes ou bons subalternos, exímios caçadores, provedores de segurança (seja como sentinela ou soldado).

Então eu penso como algumas vezes somos péssimos líderes para nossos animais. Quando deixamos eles fazerem o que quiserem dentro de casa por exemplo. A vida é feita de limites. Animais ou crianças que crescem sem limites desenvolvem comportamentos desagradáveis e inaceitáveis. Hudge Heidger, primeira pessoa a estudar a fundo psicologia animal dizia: “nenhum animal é livre, todos são limitados pelo meio ambiente em que vivem, pelo tempo que passa, pela comida disponível”; a liberdade utópica que pensamos e tentamos prover aos animais dentro de nossas casas acaba trazendo mais problemas do que felicidade para eles.

Deixamos a liderança de lado por alguns momentos, deixando que nossos cães se apossem de nossas camas, ou que andem nos guiando pelas ruas e quando voltamos para casa exigimos que eles nos respeitem fazendo o “xixi” no lugar certo ou não latindo para a visita, ou nos piores casos, mordendo os próprios proprietários.
Aprendamos com os grandes líderes animais! Eles nos dizem com seus atos: “Autoridade é conquistada diariamente com ações suaves, violência somente em último caso”. Usemos nossos cérebros mais desenvolvidos e adaptemos isso da seguinte forma: “Quando a autoridade é exercitada diariamente sobre nossos animais a violência é DESNECESSÁRIA.”

Como exercitar sua autoridade com seus animais e tê-los como melhores amigos para o resto da vida?

Lembre-se de que o Bem-Estar Animal tem que ser garantido desde que a ave sai do ovo e “educação vem do berço”. Treinar a ave ou adestrar qualquer animal que convive com a família humana faz parte de um processo para que haja a harmonia no Lar. Não sabe como fazer? Entre em CONTATO conosco pelo site ou REDES SOCIAIS, se achar complicado pegue o telefone e LIGUE PARA NÓS.

ENGLISH VERSION FOR ENGLISH SPEAKERS

Every social group, animal or human, has in its foundations the paradigm structured in leadership. Current theme among CEOs of large companies, aspiring to major offices, sites and also in weekly magazines.

Apparently this issue, leadership, came to change the way we see the world and how we are supposed to act.

I imagine that most people who are reading this on a site aimed at the “good interaction between humans and animals” should be asking: “What leadership has to do with animals?”.

I fear the answer is simpler than it seems.

Every animal living in groups, societies, flocks or family, they exercise leadership and submission daily. In some species, such as ants, bees, some rodents and som species of primates leadership is given by genetic hormonal factors, . There are other species of animals that leadership fights is an aggressive behavior and sometimes takes the opponent to death, as we can see among some species of seals. Other species conquer it with knowledge, attention and providing security for its subalterns, as is the case of humans (or should be).

In my observations, I noticed animals best leaders show some behaviors that repeat itself mostly in all of them . The leaders are usually the largest and the most powerful. Using somewhat aggressive behaviors to define leadership. But after they are in charge, they take care of weakers in group, some play with the puppies in the flock, teaching them to be good leaders or good subalterns, teach babies how to be excellent hunters, they count on their liderated fellows to provid security (either as a sentinel or soldier) in the group.

So I think sometimes we are terrible leaders for our animals. When we let them do whatever they want in the house for example. Life is made of limits. Pets or children who grow up without boundaries develop unpleasant and unacceptable behaviors. Heidger Hudge, first person to study animal psychology wrote: “no animal is free, all of them are limited by the environment they live in, by the time that passes by and the food available for them”; utopian freedom we think and try to provide to the animals inside our homes end up bringing more trouble than happiness for them. Lacking limitations is not natural.

We left the leadership aside for a moment, letting our dogs apossem our beds, or guiding us to walk on the streets and when we go back home we demand they respect “peeing” in the right place or not barking for visit , or in the worst cases, not biting the owners themselves.

May we learn from the Great animal leaders! They tell us with his deeds: “Authority is earned daily with soft actions, violence is used only as a last need.” Let’s use our more developed and THINK: “When authority is exercised daily on our animals, violence is UNNECESSARY.”

How to exercise your authority with your pets and have them as best friends for the rest of your life?

You don´t know how to do that? CONTACT us online, try to find us on SOCIAL NETWORKS and if you think everything is difficult, just grab the TELEPHONE and give us a call.

O treino ou adestramento de animais deve sempre ser supervisionado por um profissional da área. Lembrem-se de que todo processo deve ser feito com reforço positivo! Treinar sua ave é fácil, nós podemos te ensinar. Entre em contato conosco, agende uma aula.

Leadership And Animals In Our Lives

Every social group, animal or human, has in its foundations the paradigm structured in leadership. Current theme among CEOs of large companies, aspiring to major offices, sites and also in weekly magazines.

Apparently this issue, leadership, came to change the way we see the world and how we are supposed to act.

I imagine that most people who are reading this on a site aimed at the “good interaction between humans and animals” should be asking: “What leadership has to do with animals?”.

I fear the answer is simpler than it seems.

Every animal living in groups, societies, flocks or family, they exercise leadership and submission daily. In some species, such as ants, bees, some rodents and som species of primates leadership is given by genetic hormonal factors, . There are other species of animals that leadership fights is an aggressive behavior and sometimes takes the opponent to death, as we can see among some species of seals. Other species conquer it with knowledge, attention and providing security for its subalterns, as is the case of humans (or should be).

In my observations, I noticed animals best leaders show some behaviors that repeat itself mostly in all of them . The leaders are usually the largest and the most powerful. Using somewhat aggressive behaviors to define leadership. But after they are in charge, they take care of weakers in group, some play with the puppies in the flock, teaching them to be good leaders or good subalterns, teach babies how to be excellent hunters, they count on their liderated fellows to provid security (either as a sentinel or soldier) in the group.

So I think sometimes we are terrible leaders for our animals. When we let them do whatever they want in the house for example. Life is made of limits. Pets or children who grow up without boundaries develop unpleasant and unacceptable behaviors. Heidger Hudge, first person to study animal psychology wrote: “no animal is free, all of them are limited by the environment they live in, by the time that passes by and the food available for them”; utopian freedom we think and try to provide to the animals inside our homes end up bringing more trouble than happiness for them. Lacking limitations is not natural.

We left the leadership aside for a moment, letting our dogs apossem our beds, or guiding us to walk on the streets and when we go back home we demand they respect “peeing” in the right place or not barking for visit , or in the worst cases, not biting the owners themselves.

May we learn from the Great animal leaders! They tell us with his deeds: “Authority is earned daily with soft actions, violence is used only as a last need.” Let’s use our more developed and THINK: “When authority is exercised daily on our animals, violence is UNNECESSARY.”

How to exercise your authority with your pets and have them as best friends for the rest of your life?

O treino ou adestramento de animais deve sempre ser supervisionado por um profissional da área. Lembrem-se de que todo processo deve ser feito com reforço positivo! Treinar sua ave é fácil, nós podemos te ensinar. Entre em contato conosco, agende uma aula.

Você Grita Para ser Ouvido? / Do You Scream To Be Heard?

Seu animal ouve muito melhor que você. Gritar para ser ouvido não é eficiente. Gritaria e barulheira na natureza, a maioria das vezes, significa agressão. Um olhar ou um gesto comunica muito mais para o seu animal e não abala as estruturas do relacionamento de amizade que você pode ter.

O Bem-estar animal deve ser nossa primeira preocupação quando temos um bichinho de estimação sob nossos cuidados. Deixá-los com medo para conseguirmos o que queremos dele não é um meio saudável para nem um dos dois lados.

Preze pela amizade entre a família humana e seu companheiro animal. Fale baixo e seja eficiente na comunicação.

Dúvidas como ter um animal mais tranquilo dentro de casa? Entre em CONTATO POR TELEFONE ou ACHE-NOS EM NOSSAS REDES SOCIAIS ONLINE

Está com preguiça ou tem dificuldade em ler? VEJA NOSSO VÍDEO COM ESSAS INFORMAÇÕES.

ENGLISH VERSION FOR ENGLISH SPEAKERS

Your animal can hear much better than you or me. Scream to be heard is not an effective way to be understood. Noisy events in nature, most of the times, mean agression displays. Looks and gestures mean much more to your animals than shouting at them and keep your good relations.

The animal welfare must be our first concernment when keeping a pet. Making it affraid of us to get what we want is not healty neither for the human family nor to the animal. Speak low and be effective in your message.

If you don´t know how to do that CONTACT US ONLINE, Book a class and let us show you how we do it here.

ENGLISH VIDEO FOR ENGLISH FRIENDS

O treino ou adestramento de animais deve sempre ser supervisionado por um profissional da área. Lembrem-se de que todo processo deve ser feito com reforço positivo! Treinar sua ave é fácil, nós podemos te ensinar. Entre em contato conosco, agende uma aula.

Limites, Causa e Consequência / Boundaries, Cause and Effect

Mãe, não quero ir para o colégio hoje. “Tudo bem meu filho, lembra que você vai ter que pegar toda a matéria com um coleguinha, ficar aqui em casa a tarde enquanto seus amigos estão brincando e tirar o atraso que essa falta vai te causar”. Essa foi a forma que eu fui educado: tendo limites, sabendo que para toda causa existe uma consequência.

É a fórmula que a natureza encontrou para fazer que todos os organismos consigam se adequar a ela. A bactéria pode ser boa, fazer simbiose, conviver em paz em um ambiente ou organismo que habita, ela vai reproduzir, fazer mitose, replicar e cumprir seu ciclo e deixar um legado para suas descendentes. Outra bactéria vai trilhar outro caminho e ser patológica, destrutiva, contaminar o lugar que vive, vai reproduzir também, mas ela e seus “filhos” vão destruir seu meio, a vida dos seus descendentes vai ser difícil, terão que procurar outros hospedeiros, destruir outras vidas. A tranquilidade e facilidade de viver ou a dificuldade e sofrimento são consequências do estilo de vida de cada um desses seres unicelulares.

A planta pode ser frutífera, ter lindas flores ou ser daninha, parasítica esmagadora. A primeira categoria é carregada por agentes dispersores, sejam os que levam as sementes ou os que carregam o pólen, a perpetuação de sua espécie é garantida por trabalho em equipe com os animais. A segunda leva espalha-se como doença, esmaga troncos e galhos, abafa copas e acaba com o solo e seus nutrientes sem oferecer nada em troca, a manutenção de sua espécie no mundo é mais difícil. Suas sementes tem que contar com o acaso do vento e outras intempéries para se espalhar e conseguirem ir para outros terrenos, destruírem outras vidas. Causa e consequência.

Os animais também evoluíram dessa forma. O bebê que não presta atenção nos pais vira comida do predador. Os pais que tiram os olhos de suas crias por um segundo perdem seus filhos nas garras do leão, do gavião. A natureza mostrou o caminho da educação parental: “O jovem observa e obedece os adultos, os adultos observam e guiam os jovens”. Qualquer coisa diferente disso é a causa de acidentes, incidentes e eventualmente desastres.

Evoluímos na natureza, portanto, somos seres naturais circunscritos nessas premissas. Causa e Consequência. Qualquer tentativa fora disso, na criação de uma criança, de um animal de estimação ou de um relacionamento é fadado ao insucesso, ao sofrimento, à dificuldade, a intempéries e outros desastres.

Somos responsáveis pelos que nos cercam. Somente a atenção, carinho, orientação podem levar à compreensão, ao triunfo, à felicidade e aceitação mais fácil de um mundo que oferece a nós, aos que nos são caros e a todos os seres vivos o que ele pode oferecer: Causa e Consequência.

Yuri Domeniconi,

ENGLISH VERSION FOR ENGLISH SPEAKERS

Mom, I don´t wanna go to school today. “All right my son, remember that you will have to take the whole topics studied today with a classmate, and then stay here at home the afternoon while your friends are playing, this is the consequence of your absence in school today.” That was the way I grew up: with boundaries, knowing that for every cause there is a effect.

It is the way nature has found to make all organisms adapt to it. The bacteria can be good, do symbiosis, live together in peace in an environment or body it inhabits, it’ll have its reproductive life, do mitosis, replicate, fulfill its cycle and leave a legacy for their descendants. Another bacteria will tread a different path and be pathological, destructive, contaminating the place it lives, will also breed, but it and its “babies” will destroy their environment, the lives of their descendants will be difficult, they will have to seek other hosts, destroy other lives. Either the tranquility and ease or the difficulty of living and suffering are consequences of the lifestyle of each of these single-celled organisms.

Either the plant can be fruitful, have beautiful flowers or be harmful, parasitic overwhelming. The first category is full of dispersal agents leading seeds or those that carry the pollen, the perpetuation of the specie is ensured through team work with animals. The second takes as disease spreads, crushes trunks and branches, canopies and smothers makes the ground poor and finishes its nutrients without offering anything in return, the maintenance of this specie in the world is more difficult. Its seeds have to rely on the chance of wind and other weather to spread out and get to go to other lands, destroying other lives. Cause and Effect.

The animals also evolved that way. The baby whose parents do not pay attention, turns into predators food. Parents who take away their eyes off of their offspring for even one second lose their children in the paw of the lion or the hawk. Nature showed the path of parenting: “Young observe and obey adults, adults observe and guide the young.” Anything other than that is the cause of accidents, incidents and disasters eventually.

We evolved in nature, so we are natural beings circumscribed inside these premises. Cause and Effect. Any attempt out of it raising a child, a pet or a relationship is doomed to failure, suffering, difficulty, weather and other disasters.

We are responsible for those around us. Only attention, affection, guidance can lead to understanding, and triumph, happiness and easier acceptance of what the world can offer us and our dearest close creatures: Causes and Effect.

O treino ou adestramento de animais deve sempre ser supervisionado por um profissional da área. Lembrem-se de que todo processo deve ser feito com reforço positivo! Treinar sua ave é fácil, nós podemos te ensinar. Entre em contato conosco, agende uma aula.

Bombas, São João, Cães e Gatos Assustados

O que fazer para garantir o bem-estar animal do seu bichinho de estimação nessa época de Bombas? Como diminuir a ansiedade e o medo?

Preste atenção na dica no nosso vídeo e caso não melhore, entre em CONTATO conosco para uma aula virtual.

O treino ou adestramento de animais deve sempre ser supervisionado por um profissional da área. Lembrem-se de que todo processo deve ser feito com reforço positivo! Treinar sua ave é fácil, nós podemos te ensinar. Entre em contato conosco, agende uma aula.

O que fazer com o animal quando a família vai viajar?

O BEM-ESTAR ANIMAL é garantido quando as viagens da família é planejada em antecedência e o melhor é oferecido para eles. Confira nossa dica!

Quer saber mais? Entre em contato conosco!

O treino ou adestramento de animais deve sempre ser supervisionado por um profissional da área. Lembrem-se de que todo processo deve ser feito com reforço positivo! Treinar sua ave é fácil, nós podemos te ensinar. Entre em contato conosco, agende uma aula.

  • RSS
  • Newsletter
  • Twitter
  • Facebook
  • Flickr
  • YouTube