Quem desdenha NÃO quer comprar, 3 dicas para se livrar de assédios diários

Quem desdenha NÃO quer comprar, 3 dicas para se livrar de assédios diários

Postado em 27. jan, 2016 por em Pensamentos

O ditado: “quem desdenha quer comprar” é muito difundido entre as pessoas desde a mais tenra idade. É uma crença que cresce conosco e acaba fazendo estragos nas nossas vidas adultas e nas nossas expectativas de relacionamentos. Acabamos nivelando por baixo o tipo de pessoa que escolhemos para estar ao nosso lado. Deliberadamente ferimos nossa auto estima em nome de uma semente que foi plantada em algum momento da nossa infância. Enquanto você lê isso ou (vê o vídeo que comento sobre o que acho do assunto) espero profundamente que se liberte desse tipo de pensamento.

quem-desdenha-não-quer-comprar

Quem desdenha NÃO quer comprar

Criança é um ser vivo que precisa ser guiado. Caso não tenha esse direcionamento é capaz de fazer coisas que consideramos desumanas. Quando estava no colégio era comum ouvir um coleguinha destratando uma menina, dizia que era quatro olhos porque usava óculos, que tinha o cabelo enrolado demais, ou qualquer coisa que machucava a alma daquela ou dessa garota. Também era comum ver as meninas que amadureciam antes que os garotos na adolescência os humilhando por qualquer motivo.

Ouvi com frequência professores, diretores e mesmo em casa alguns adultos justificarem o comportamento do agressor como uma forma de expressar carinho: “quem desdenha quer comprar”. Hoje aos 35 anos tenho repugnância dessa frase. Ela me traz alguns sentimentos ruins. Parece que somos objetos em barganha, e num leilão inverso, quem dá menos deve nos levar para casa. Ou então desvirtua a beleza do amor leve e construtivo que acredito para um amor conturbado e insensato.

Imagino que três atitudes dos adultos devem acontecer para esse tipo de conduta agressiva cessar:

  1. Devemos ensinar às crianças agressoras que esse tipo de comportamento não é aceitável em nenhuma situação.
  2. Devemos ensinar às crianças agredidas que os agressores não estão sendo bem instruídos pelos seus tutores responsáveis e incentivar o afastamento amigável entre as duas partes.
  3. E principalmente devemos dar o exemplo exercitando elogios, comportamentos carinhosos e nos afastando de agressores que temos por perto.

 Pequenas mudanças como essa podem fazer um mundo melhor. A agressão é progressiva, começa com pequenos atos de desdenhar e quando o agressor se sente totalmente poderoso pode agredir fisicamente.

Se você é vítima de agressão física, verbal ou moral denuncie. Se você é uma criança lendo isso procure um adulto que você confia. Se você é um adulto que se sente agredido em casa ou no trabalho, vá até à polícia e faça uma denúncia. Se ninguém acreditar em você procure grupos em online em que as pessoas já tenham passado por situações semelhantes.

Aqui ficam algumas sugestões:

Blog Widget by LinkWithin
Be Sociable, Share!

Tags: ,

Deixe um Comentário

  • RSS
  • Newsletter
  • Twitter
  • Facebook
  • Flickr
  • YouTube